< VOLTAR

Enxaqueca x cheiros fortes

Publicado 06/12/2018
Enxaqueca crônica

Durante a crise, a osmofobia¹ (intolerância a determinados cheiros) está entre os sintomas mais comuns da enxaqueca

Embora não ocorram com todas as pessoas e nem as reações sejam iguais para todos, os cheiros que mais comumente agem como gatilho para as dores de cabeça, são perfumes fortes ou doces como flores, combustíveis, desinfetantes tintas, cigarro, sabonetes e desodorantes². 

Como nem sempre é possível evitar o contato com esses odores, a neurologista Dra. Elza Magalhães (CRM – BA 11.224) deu uma dica para nossos leitores driblarem o efeito da osmofobia: Algumas pessoas relatam que aromas de ervas frescas, como folhas de manjericão, hortelã, alecrim e menta, ajudam a aliviar a sensação de dor, isso porque cada organismo reage de uma forma aos gatilhos, ou seja, cheiros que incomodam alguns podem funcionar como neutralizadores para outros. Para a Dra. Elza, “o cheiro dessas ervas pode ajudar a amenizar o efeito dos odores deflagradores de crise por serem mais leves e agradáveis, agindo também como atenuantes dos odores irritantes”. 

É importante ressaltar que nenhum cheiro é a causa da enxaqueca. Enxaqueca é uma doença de predisposição genética na qual o indivíduo tem tendência a ter crises de dores de cabeça acompanhadas, em grande parte dos casos, por náuseas, vômitos, aversão à luz e ao som. Portanto os cheiros, alimentos, estresse, privação alimentar ou do sono são apenas fatores desencadeantes dos episódios de dores de cabeça. 

Consulte regularmente um neurologista para identificar as causas da sua dor de cabeça e indicar o tratamento correto para redução da intensidade e frequência das crises.

¹Odores e Cefaleia, Raimundo Pereira-Néto (https://www.researchgate.net/publication/310845094_Odores_e_Cefaleia

²Odores e Cefaleia, Raimundo Pereira-Néto (https://www.researchgate.net/publication/310845094_Odores_e_Cefaleia, pg. 45)

 O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.

Taís Cruz - MTB 0083367/SP

TESTE O IMPACTO DA ENXAQUECA NA SUA VIDA

Você já se perguntou “Quanto a enxaqueca me afeta?”. Faça o teste e descubra como a dor tem impacto em sua vida pessoal e profissional. O prejuízo pode ser maior do que você imagina!

SAIBA +
DIÁRIO DA ENXAQUECA

Baixe o aplicativo e anote suas atividades diárias e as informações sobre as crises de dor. Esses detalhes podem ajudar o especialista no seu diagnóstico! É rápido e simples.

SAIBA +
ENCONTRE UM MÉDICO

Localize os médicos, membros da Sociedade Brasileira de Cefaleia, indicados para diagnosticar enxaqueca crônica e prescrever o tratamento adequado para seu caso.

SAIBA +